sexta-feira, 5 de junho de 2009

"Lusitânia"


Os que avançam de frente para o mar
E nele enterram como uma aguda faca
A proa negra dos seus barcos
Vivem de pouco pão e de luar.

Sophia de Mello Breyner

3 comentários:

Conde disse...

Agora que estou de barriga cheia, pouco pão e luar parece-me suficiente....sera?.(em luta com um teclado arabe)

almagrande disse...

Bons ventos aí por esse lado.

Marieke disse...

Ganda sabedoria encerrada nesta quadra
Um abraço
Marieke